Manutenção ocasional para instrumentos de sopro
Manutenção ocasional para instrumentos de sopro

Dizem que nós músicos somos “chatos” quando se diz respeito aos nossos instrumentos. Na verdade nós somos “MUITO CHATOS” e com razão, pois manter um instrumento em perfeito funcionamento e com suas características originais de som não é fácil.

 

Amassados, sujeira e reparos muito profundos podem alterar estas características e dificultar uma boa execução musical, também são extremamente delicados e devemos levar em conta o valor sentimental que desenvolvemos por eles.

 

Além de tudo isto ainda tem a parte de higiene que pesa bastante nestas situações e por isto o músico não gosta de emprestar seu instrumento.

 

Levando em conta todos estes fatores, assim como os instrumentos de madeira os metais também requerem cuidados para a manutenção, prevenção e avarias. No caso dos metais damos algumas dicas de conservação para o instrumento.

 

Deve-se conhecer e pesquisar sobre os produtos específicos para cada tipo de acabamento tais como prateado, niquelado ou laqueado.

 

Instrumentos prateados tendem a escurecer rapidamente, isto é um processo natural do acabamento que tem reações em contato com o oxigênio e o suor de nossa mão, por isto é muito importante que após o uso o instrumento seja limpo com uma flanela “de preferência específica para prata” para retirar as marcas deixadas pelo contato com a mão.

 

Também se deve retirar toda a umidade interna do instrumento evitando que resíduos fixem na parte interna do mesmo.

 

Nos casos de acabamentos laqueados e niquelados, são disponibilizados no mercado produtos específicos para cada um.

 

Existem diversos tipos de óleos, lubrificantes e graxas para cada instrumento, não basta apenas colocar qualquer produto nele, isto pode comprometer o bom funcionamento.

 

Uma profunda pesquisa sobre o assunto pode e deve ser feita pelo músico, e é interessante sempre verificar as especificações e indicações dadas pelo fabricante, usar porque alguém disse que é bom não é o suficiente. Na grande maioria dos casos os fabricantes disponibilizam estas informações em seus sites e no próprio produto.